Blue Flower

 

 

Pode-se dizer que o MSM trabalha em todos os sectores da vida eclesial, onde se acham pessoalmente empenhados os seus membros: das casas religiosas às paróquias, do setor de teologia a pastoral, da espiritualidade ao apostolado missionário.

Quanto mais o Sacerdote vive o espírito do Movimento, tanto mais se empenha com entusiasmo e faz suas as iniciativas da Igreja. As vezes, porém, o Movimento desenvolve-se no interior da vida da Igreja com uma atividade típica que é a de reunir os Sacerdotes e fiéis em encontros de oração e de fraternidade, chamados "Cenáculos".

Rezar com Maria

Os Cenáculos devem ser, antes de tudo, encontros de oração.

Mas essa oração deve ser feita com Maria.

Por esse motivo, a recitação do Terço é característica comum a todos os Cenáculos. Com ele convida-se Nossa Senhora a unir-se a nossa oração, reza-se com Ela, enquanto que, por Ela mesma, nos é revelado o mistério da vida de Jesus. "O vosso Terço que recitais no Cenáculo, atendendo ao urgente pedido da vossa Mãe Celeste, assemelha-se a uma extensa corrente de amor e de salvação, com que podeis envolver pessoas e situações, chegando mesmo a influir sobre todos os acontecimentos do vosso tempo. Continuai a rezá-lo, multiplicai os vossos Cenáculos de oração" (7 outubro 79).

Viver a Consagração

Durante os Cenáculos, devemos ajudar-nos mutuamente a viver a Consagração ao Imaculado Coração de Maria.

Eis o caminho a seguir: habituar-se ao modo de ver, de sentir, de amar, de rezar e de atuar de Nossa Senhora.

Para isso, deve servir a pausa de meditação que se faz nos Cenáculos, porque há outros momentos e lugares para as atualizações culturais e conferências, embora sejam elas indispensáveis para todos.

Em geral, este tempo é dedicado à meditação comunitária do livro do Movimento. Não é portanto, do espírito do Cenáculo passar este tempo a escutar sábias conferências ou de atualização cultural, porque assim se correria o perigo de se afastar do clima de simplicidade e de familiaridade, que torna tão frutuosos nossos encontros.

 

Finalmente, nos Cenáculos, todos somos chamados a fazer uma experiência de autêntica fraternidade. Não é de fato esta uma das mais belas experiências que se faz sempre em cada Cenáculo?

Quanto mais se reza e se entrega a acção de Maria, tanto mais se sente crescer o amor recíproco entre nós.

"Por que vos quero reunidos em Cenáculo comigo? Para ajudar-vos a querer-vos bem e a viver na verdadeira fraternidade, em companhia da Mãe. É necessário hoje, que os meus Sacerdotes se conheçam, se ajudem, se queiram verdadeiramente bem e sejam como irmãos unidos com sua Mãe. Há muita solidão, muito abandono para os meus Sacerdotes. Não quero que fiquem sozinhos: ajudem-se, amem-se sintam-se e sejam verdadeiramente irmãos" (17 janeiro 74).

Ao perigo da solidão, hoje particularmente sentida e muito perigosa para os sacerdotes, eis o remédio oferecido por Nossa Senhora: O Cenáculo onde nos reunimos com Ela, para nos conhecermos, amarmos e ajudarmos como irmãos.

 

Nossa Senhora faz quatro promessas às famílias que fazem o Cenáculo:

1ª       Abençoará o casal e cimentará o seu amor mútuo, defendendo-os contra as chagas do divórcio, da separação e da infidelidade;

2ª     Salvação das almas dos filhos, defendendo-os de todos os perigos de se perderem;

3ª      Cuidará de todas as suas necessidades, materiais e espi­rituais, pois, Nossa Senhora é nossa Mãe, pensa em tudo;

4ª      Durante o período do castigo promete proteger a família com o Seu manto, contra todos os males.

 

 

 

Como se faz o Cenáculo